Operação contra jogos de azar é realizada em Erechim

Durante toda a quarta-feira (3), a Brigada Militar de Erechim realizou operação em combate aos jogos de azar, sendo apreendidos diversos materiais em diferentes pontos da cidade, dentre elas:

Em um bar localizado na Avenida Tiradentes, Esperança, foram localizados e apreendidos, uma máquina de apostas do jogo do bicho e onze canhotos referente a apostas já efetuadas. O proprietário do local de 37 anos de idade foi ouvido em termo circunstanciado confeccionado no local pelos policiais e após foi liberado.

Em um bar localizado na Rua Marechal Floriano, Centro, foram localizadas e apreendidas, duas máquinas caça níqueis. O proprietário do local de 52 anos de idade foi ouvido em termo circunstanciado confeccionado no local pelos policiais e após foi liberado.

Em um bar localizado na Rua Domingos Berto, Três Vendas, foram localizados e apreendidos, uma máquina de apostas do jogo do bicho, vinte e sete canhotos referente a apostas já efetuadas e três talões com carbono utilizados na aposta de jogo do bicho. O proprietário do local de 42 anos de idade foi ouvido em termo circunstanciado confeccionado no local pelos policiais e após foi liberado.

Em um estabelecimento comercial localizado na Rua Emilio Grando, Centro, foram localizados e apreendidos, uma máquina de apostas do jogo do bicho e cinco canhotos referente a apostas já efetuadas. O proprietário do local de 53 anos de idade foi ouvido em termo circunstanciado confeccionado no local pelos policiais e após foi liberado.

Em um bar localizado na Rua João Batiston, Presidente Vargas, foram localizados e apreendidos, uma máquina de apostas do jogo do bicho e um canhoto referente a apostas já efetuadas. O proprietário do local de 59 anos de idade foi ouvido em termo circunstanciado confeccionado no local pelos policiais e após foi liberado.

Em um bar localizado na Rua Henrique Schwering, José Bonifácio, foram localizados e apreendidas, uma máquina de apostas do jogo do bicho e oito canhotos referente a apostas já efetuadas. O proprietário do local de 59 anos de idade foi ouvido em termo circunstanciado confeccionado no local pelos policiais e após foi liberado.

Comentários estão fechados.