“Democracia e Defesa do Sistema Único de Saúde – SUS: desafios e perspectivas” em Aratiba

Evento fez parte da Semana da Saúde que acontece até sexta-feira (05)

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

O Governo Municipal de Aratiba, através da Secretaria Municipal da Saúde, Conselho Municipal da Saúde, ACHA e entidades sociais realizou na última quarta – feira (03) a Conferência Municipal da Saúde que teve como tema “Democracia e Defesa do Sistema Único de Saúde – SUS: desafios e perspectivas”.

O evento contou com a presença de usuários, gestores, prestadores de serviço e trabalhadores em saúde, autoridades municipais e representantes de entidades sociais do Município.

Após a leitura e aprovação do regimento pelos presentes, a Presidente do Conselho Municipal de Saúde Rosane Mocellin enfatizou a importância da participação da população na defesa da manutenção dos serviços públicos de saúde. “É preciso oferecer melhores condições nos serviços prestados a população, não somente na cura, mas também na prevenção de doenças”.

A Secretária responsável pela pasta, Débora Cenci, relembrou a forma como as pessoas precisavam proceder para usufruírem de atendimentos, antes da existência do Sistema. “Os agricultores precisavam vender seus animais para garantir o atendimento de um familiar ou de alguém próximo, precisava-se garantir o pagamento antes da consulta, e o pior é que se não nos mobilizarmos para defendermos nossos direitos, entraremos em fase de retrocesso e sucateamento da nossa saúde”.

A Conferência também contou com palestra do Educador Popular do Centro de Educação e Assessoramento Popular, Jorge Gimenez, que enfatizou a importância da democracia, da política e do envolvimento da população no debate dos assuntos relacionados aos direitos do cidadão, com ênfase dos direitos na área da Saúde. “O Sistema Único de Saúde foi elaborado para atender todo o cidadão de forma igualitária, sem distinção de classe social, condição financeira, raça, cor ou religião e atualmente o SUS possui um gasto de R$ 3.200,00 ao ano por pessoa, porém para que houvesse um bom funcionamento esse valor precisaria dobrar”. Além disso, explanou sobre a forma como o SUS afeta os demais serviços públicos prestados.

Em seguida os participantes foram divididos em grupos para discutir os eixos temáticos da conferência. Após o debate em grupo as propostas foram apresentadas e escolhidas as de maior relevância para que possam ser encaminhadas a nível estadual. Também foram escolhidos os “delegados” e “suplentes” conforme previsto no regimento que participarão da Conferência Estadual da Saúde.

Evento fez parte da Semana da Saúde que acontece até sexta-feira dia 05. Ainda estão programadas para acontecer diversas atividades dentre elas o Relógio da Saúde que acontece nesta quinta – feira (04) a partir das 13h30min na Praça Central Jacob Granzotto e o encerramento que está marcado para acontecer nesta sexta-feira (05) e contará com palestra que abordará o tema: “Sua mente é sua saúde”. A palestra será ministrada pelo filósofo, teólogo e psicólogo Jorge Trevisol, e acontecerá em dois momentos: às 13h30min e às 20h no Salão Paroquial do Município, gratuitamente para toda a população do município.

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais