Precisamos com urgência mais um cemitério público

Todos os anos no Dia de Finados, quando morre um familiar que não tem jazigo ou gaveta no cemitério público de Erechim, vêm à tona a necessidade urgente de um novo cemitério público.

A cada ‘perda’ a busca é desenfreada por um espaço para enterrar o ente querido. Com aumento da população idosa no município, a necessidade só aumenta.

Conforme informação extraoficial, para licenciar um novo cemitério junto aos órgãos ambientais é muito difícil. No entanto o município poderia fazer uma parceria com os cemitérios comunitários, ampliá-los e transformá-los em públicos. Um dos exemplos é o cemitério da comunidade do Bairro Demoliner, Escola Branca, Rio Poço, entre outros.

“Precisamos de mais investimentos privados, inclusive para implantar novos cemitérios. A carga tributária é do tamanho do poder público, precisamos reduzi-la e não aumentá-la”, disse o prefeito Luiz Francisco Schmidt.

Por Egidio Lazzarotto

Comentários estão fechados.