Secretaria da Cultura de Aratiba auxilia artistas a acessar os benefícios da Lei Aldir Blanc

Lei nº 1407 prevê auxílio emergencial, entre outras ações

O mapeamento cultural consiste no levantamento dos profissionais ligados à cultura como músicos, grupos culturais (afro, alemão, gaúchos, laçadores, italiano, polonês), bandas, oficineiros, artesãos e outros que tiveram suas atividades interrompidas devido à pandemia do Coronavírus. O objetivo é auxiliar esses profissionais a acessar os recursos da Lei Aldir Blanc.

Para ser incluído no mapeamento, os profissionais e entidades devem preencher um questionário, que pode ser retirado na Secretaria da Cultura, Desporto e Juventude, até o dia 12 de agosto, em horário de expediente. Os que já retiraram os questionários devem devolvê-los, preenchidos, também até o dia 12 deste mês.

A lei Aldir Blanc prevê:

·         o pagamento de auxílio emergencial mensal aos trabalhadores e trabalhadoras da cultura;

·         subsídio mensal para manutenção de espaços artísticos e culturais, microempresas e pequenas empresas culturais, cooperativas, instituições e organizações culturais comunitárias que tiveram as suas atividades interrompidas por força das medidas de isolamento social;

·         a abertura de editais, chamadas públicas, prêmios, aquisição de bens e serviços vinculados ao setor cultural e outros instrumentos destinados à manutenção de agentes, de espaços, de iniciativas, de cursos, de produções, de desenvolvimento de atividades de economia criativa e de economia solidária, de produções audiovisuais, de manifestações culturais, bem como à realização de atividades artísticas e culturais que possam ser transmitidas pela internet ou disponibilizadas por meio de redes sociais e outras plataformas digitais.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais