Presidente da ACCIE participa do evento Jornadas Brasileiras de Relações de Trabalho

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

O presidente da ACCIE, Fábio Vendruscolo, participou, no sábado, dia 30, do evento Jornadas Brasileiras de Relações do Trabalho realizado ao meio dia, no Clube do Comércio. A atividade faz parte de uma série de encontros promovidos pela Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara Federal e pelo Instituto Brasileiro de Ensino e Cultura (IBEC). O presidente Fábio fez pronunciamento na abertura oficial.

Vendruscolo parabenizou a iniciativa da realização das Jornadas Brasileiras de Relações do Trabalho, que estão percorrendo o país com o objetivo de explicar o que é a reforma trabalhista e seus benefícios, mostrando que não tirou direitos. “Pelo contrário, ampliou-se a oportunidade de trabalho, e a oportunidade da aquisição de direitos. E, ainda, impedir os entraves que muitas vezes levavam as empresas para a informalidade porque a legislação era ultrapassada. Segundo ele, nossa legislação trabalhista estava desajustada às novas formas de trabalhar e de produzir. Era preciso atualizá-la ao moderno conceito de relações do trabalho que deve permear não só a necessária proteção do trabalhador, mas a produtividade.

Este projeto marca o aniversário da lei nº 13.467/2017, que há um ano modernizou as relações de trabalho no Brasil. Tem como objetivo de discutir e explicar, de forma isenta e científica, os aspectos que englobam a nova lei trabalhista aos operadores do direito e à população em geral. Entre os conferencistas estavam o ex-ministro do Trabalho e atual deputado federal, Ronaldo Nogueira, que falou sobre “Diálogo: a ferramenta da democracia. Perspectivas políticas da modernização trabalhista”; o desembargador do TRT da 24ª região, Amaury Rodrigues Pinto Júnior, que palestrou sobre “Perspectiva jurídica da nova lei trabalhista”; e a terceira e última conferência abordou o tema “A modernização das leis trabalhistas: um novo sistema de relações do trabalho” e foi explanada pelo ministro do Tribunal Superior do Trabalho, Alexandre Agra Belmonte.

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais