Estrangeiros realizaram prova do Celpe-Bras na URI

       Profissionais estrangeiros que atuam no Brasil realizaram entre os dias 27 e 30 de maio, na URI Erechim, a prova de certificação de proficiência em Língua Portuguesa, uma exigência do governo brasileiro para que possam continuar desenvolvendo suas atividades normais no Brasil.

        Na terça-feira, 27, os candidatos realizaram a prova escrita e durante o restante da semana, em horários agendados, fizeram a prova oral, aplicada pelos  professores Honorino Demarchi, Helena Confortin, Lucila Campesato e Tatiana Fossato. A coordenação dos trabalhos foi da professora Elcemina Lucia Balvedi Pagliosa, coordenadora do posto do Celpe-Bras da Universidade, um dos 22 postos do Brasil e a única universidade particular credenciada junto ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) para aplicar a prova.

        Desenvolvido e outorgado pelo Ministério da Educação (MEC), é o único certificado de proficiência em português reconhecido oficialmente pelo governo do Brasil. Internacionalmente, é aceito em empresas e instituições de ensino como comprovação de competência na língua portuguesa e no Brasil é exigido pelas universidades para ingresso em cursos de graduação e em programas de pós-graduação, bem como para validação de diplomas de estrangeiros que pretendem trabalhar no país.

        Fizeram a prova, profissionais das mais diversas áreas, provenientes de muitos países: Senagal, Haiti, Cuba, Egito, Togo, Paquistão, Kênia, Nigéria, Moçambique, Grécia, Afeganistão, Bangladesh, Congo, Turquia, Marrocos, Líbano, Bolívia, Peru e Gana.

Comentários estão fechados.