Mantovani deixa o PP e ingressa no Partido Liberal

Convite formulado pelo deputado Paparico Bacchi foi aceito pelo advogado e empresário que pode concorrer nas próximas eleições

Jose Rodolfo Mantovani deixa o Partido Progressista e ingressa como novo filiado do Partido Liberal. O convite, articulado por Luiz Felipe Demarchi e Paulo Pagliosa, partiu do deputado estadual Paparico Bacchi, que assumiu a presidência do partido e comanda o projeto de fortalecer a sigla na maior cidade do Alto Uruguai.

“Com orgulho o PL recebe um dos nomes mais expressivos da política erechinense. A trajetória de Mantovani engrandece nosso partido”, ressaltou Paparico Bacchi, ao lembrar de importantes projetos liderados por Mantovani na Câmara de Vereadores de Erechim. Entre os destaques está a Lei da Ficha Limpa Municipal, que elencou critérios para a nomeação de servidores públicos no que tange a condenações judiciais, administrativa e busca atender os princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, e eficiência na gestão pública. Após aprovada, a lei erechinense foi modelo e adotada em dezenas de municípios brasileiros.

O presidente ressalta ainda que ao assumir a sigla desde o mês de fevereiro, trabalha para valorizar os filiados que permaneceram no PL e estimula o ingresso de lideranças que demonstram comprometimento com o projeto do partido que busca formar bancada própria na Câmara de Vereadores e conquistar o Executivo erechinense nas próximas eleições.

Advogado e empresário, Mantovani foi secretário municipal da Fazenda (2001/2004); secretário municipal de Desenvolvimento Econômico (2005/2008); vereador (2009/2012); presidente da Câmara de Vereadores (2010); concorreu a prefeito nas eleições de 2012, somando 19.823 votos; candidato a deputado estadual em 2014, quando conquistou 16.526 votos, sendo o mais votado em Erechim.
Na atual legislatura, Mantovani é o primeiro suplente do PP.

Ao ser questionado sobre os motivos que o levaram a deixar o PP – após 20 anos de militância – e ingressar no PL, Mantovani respondeu: “As propostas do partido vão ao encontro do que penso. Os liberais defendem um governo mínimo, o capitalismo com o livre mercado a defesa dos direitos individuais, civis e humanos. O liberalismo é um sistema adotado em muitos países importantes do mundo e também será importante para Erechim”, pontuou.

Sobre a possibilidade de concorrer na eleição deste ano, Mantovani afirma: “Chego ao PL para ajudar nas tarefas mais simples, sei o meu lugar. Quando me envolvo, sou partidário, participo onde sou escalado. Dialoguei com o deputado Paparico Bacchi e tenho a certeza que fiz a melhor escolha”, finaliza Mantovani.