Mantovani deixa o PP e ingressa no Partido Liberal

Convite formulado pelo deputado Paparico Bacchi foi aceito pelo advogado e empresário que pode concorrer nas próximas eleições

Jose Rodolfo Mantovani deixa o Partido Progressista e ingressa como novo filiado do Partido Liberal. O convite, articulado por Luiz Felipe Demarchi e Paulo Pagliosa, partiu do deputado estadual Paparico Bacchi, que assumiu a presidência do partido e comanda o projeto de fortalecer a sigla na maior cidade do Alto Uruguai.

“Com orgulho o PL recebe um dos nomes mais expressivos da política erechinense. A trajetória de Mantovani engrandece nosso partido”, ressaltou Paparico Bacchi, ao lembrar de importantes projetos liderados por Mantovani na Câmara de Vereadores de Erechim. Entre os destaques está a Lei da Ficha Limpa Municipal, que elencou critérios para a nomeação de servidores públicos no que tange a condenações judiciais, administrativa e busca atender os princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, e eficiência na gestão pública. Após aprovada, a lei erechinense foi modelo e adotada em dezenas de municípios brasileiros.

O presidente ressalta ainda que ao assumir a sigla desde o mês de fevereiro, trabalha para valorizar os filiados que permaneceram no PL e estimula o ingresso de lideranças que demonstram comprometimento com o projeto do partido que busca formar bancada própria na Câmara de Vereadores e conquistar o Executivo erechinense nas próximas eleições.

Advogado e empresário, Mantovani foi secretário municipal da Fazenda (2001/2004); secretário municipal de Desenvolvimento Econômico (2005/2008); vereador (2009/2012); presidente da Câmara de Vereadores (2010); concorreu a prefeito nas eleições de 2012, somando 19.823 votos; candidato a deputado estadual em 2014, quando conquistou 16.526 votos, sendo o mais votado em Erechim.
Na atual legislatura, Mantovani é o primeiro suplente do PP.

Ao ser questionado sobre os motivos que o levaram a deixar o PP – após 20 anos de militância – e ingressar no PL, Mantovani respondeu: “As propostas do partido vão ao encontro do que penso. Os liberais defendem um governo mínimo, o capitalismo com o livre mercado a defesa dos direitos individuais, civis e humanos. O liberalismo é um sistema adotado em muitos países importantes do mundo e também será importante para Erechim”, pontuou.

Sobre a possibilidade de concorrer na eleição deste ano, Mantovani afirma: “Chego ao PL para ajudar nas tarefas mais simples, sei o meu lugar. Quando me envolvo, sou partidário, participo onde sou escalado. Dialoguei com o deputado Paparico Bacchi e tenho a certeza que fiz a melhor escolha”, finaliza Mantovani.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais