Integrafisio da URI abre destacando a epigenética aplicada à saúde e à doença

Teve início na manhã desta quarta-feira, 03, o X Integrafisio, promovido pelo Curso de Fisioterapia da URI Erechim. O evento traz temáticas emergentes da área e é um espaço para encontro de diplomados e troca de experiências profissionais.

A abertura, realizada no Auditório da Universidade, teve a conferência sobre epigenética aplicada à saúde e à doença, conduzida pela diplomada do Curso, Viviane Elsner Medeiros, que atualmente atua como docente do Programa de Pós-Graduação em Biociências e Reabilitação e do Curso de Fisioterapia do Centro Universitário Metodista do IPA, em Porto Alegre.

Ela explicou que a epigenética é uma modificação do DNA sem a alteração dos genes. “O impulso dos estudos dessa área iniciaram a partir do comportamento de gêmeos univitelinos que, mesmo criados juntos e sob as mesmas condições, manifestavam diferentes atitudes”, destaca.

Nos estudos dos grupos de pesquisa em que participa, Viviane explica que algumas condicionantes externas, como atividade física, não só trazem benefícios significativos para o corpo humano como, também, modificam o material genético do indivíduo. Ela também salienta que, mesmo que incipientes, “os estudos epigenéticos podem contribuir significativamente para a compreensão de muitas outras patologias e suas formas de prevenção”.

O Integrafisio também contempla minicursos sobre biomecânica do ciclismo, baropodometria, quiropraxia, microfisioterapia, terapia manual no tratamento da cafaleia tensional, biomecânica clínica, órteses funcionais de membros superiores, neuromodulação e fisioterapia, treinamento funcional na gerontologia, adequação postural e tecnologia tridimensional, raciocínio clínico e intervenção nas disfunções da fáscia, e adaptação no meio aquático.

A programação encerra na sexta-feira, 05, às 8h30min, com a conferência da fisioterapeuta Fabiana Silva, que vai falar sobre o tratamento do sistema fascial.

Comentários estão fechados.