Vereador diz ter sido ameaçado por CC e tem carro apedrejado em Erechim

O vereador e atual secretário da mesa diretora da Câmara de Vereadores de Erechim, Alessandro Dal Zotto (PSB), publicou texto em rede social dizendo ter sido ameaçado por um CC (Cargo de Confiança) da atual administração municipal.

Conforme o texto do vereador, o fato teria ocorrido em um estabelecimento comercial da cidade, em frente a testemunhas.

Ainda conforme o relato de Dal Zotto, após o fato ele procurou a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento para registrar o ocorrido e enquanto aguardava atendimento, um cidadão entrou no local e informou que um carro havia sido apedrejado. Ao verificarem a denúncia, foi constatado que o veículo danificado era do vereador.

 

Confira na íntegra o texto divulgado pelo vereador

“Não seria esse o local adequado para deixar um aviso importante, mas o será, assim como faremos na tribuna da câmara de vereadores.

A cidade está mais violenta, todos sabem. Porém não sabia que estava nesse ponto. Fui ameaçado por um Cc do governo Luiz Francisco Schmidt, num estabelecimento comercial, onde todos ficaram constrangidos.

Prontamente fui até a Polícia Civil registrar o ocorrido. Enquanto aguardava para relatar, um cidadão entrou na DP para avisar que teriam apedrejado um carro.

Quando fui ver, era o meu. Por isso digo que a cidade está violenta, primeiro uma ameaça, posterior esse incidente.

Não tive sorte hoje, primeiro ameaçado depois atentam contra meu carro, triste coincidência.

Solicitei ao prefeito que reveja a conduta de quem é nomeado para função pública. O prefeito não pode responder pelos atos de todos os CC’s. Mas pelos atos de prefeito ele pode e deve, espero minimamente que isso não se repita, nem comigo nem com qualquer cidadão.

Aliás, se foi ato de intimidação por ser oposição, nossos brios se ampliam com mais vontade de fiscalizar e apontar os equívocos, que freiam a cidade, respeitosamente e sem radicalismo.

 

Se cuidem amigos.

 

Ótimo final de semana!

 

Abraços”

Comentários estão fechados.