Municipalização do Santa Terezinha não é o melhor caminho!

É quase unânime entre as lideranças locais e da região que a municipalização da Fundação Hospitalar Santa Terezinha seria o pior dos caminhos para enfrentar as dificuldades financeiras que a instituição vem sofrendo ao longo dos últimos anos. No entendimento destas, o principal motivo seria a perda dos serviços de alta complexidade. Por outro lado, entendem ser necessária uma mudança na forma de gestão da casa de saúde. O entendimento é de que se deve criar um conselho administrativo, onde não haja interferências políticas a cada mudança de administração.

Uma das queixas feitas pelas administrações de Erechim ao longo dos últimos anos é a necessidade de pagar boa parte da conta que deveria ser compartilhada com os municípios da Associação dos Municípios do Alto Uruguai (Amau). Já os administradores dos municípios da região questionam o fato de não fazerem parte da gestão do Santa Terezinha. O debate está posto, mas acredito que criar um Conselho Administrativo com várias entidades e instituições, ou seja, profissionalizar a gestão da casa de saúde poderia ser um dos caminhos.

O fato é que municipalizar a Fundação Hospitalar Santa Terezinha poderia representar a médio e longo prazo a perda de serviços que hoje só são realizados pela instituição ser de caráter regional. Até mesmo a atual direção do hospital entende que transformar a casa de saúde em municipal, é retroceder no tempo.

Em conversa com um profissional da saúde que trabalha na Fundação Hospitalar Santa Terezinha, o mesmo destacou que a municipalização seria semelhante a transformar o hospital em um “postão” de saúde.

 

Pequenos hospitais

Nesta semana em entrevista a Rádio Cultura, alguns prefeitos de municípios do Alto Uruguai fizeram questão de ressaltar o quanto é importante a manutenção dos pequenos hospitais da região nos atendimentos básicos. O prefeito de Jacutinga, Beto Bordin, destacou que hoje em dia diminuiu muito o encaminhamento de pacientes para a Fundação Hospitalar Santa Terezinha, justamente pelo trabalho que vem sendo realizado pelos pequenos hospitais. Alguns anos atrás, a qualquer dor de barriga o paciente era encaminhado para o Santa Terezinha, hoje, não mais.

 

PC do B de Erechim terá candidato a deputado federal

Na última semana, em visita à Rádio Cultura, o deputado estadual do PC do B, Juliano Roso, informou que o partido terá um candidato a deputado federal na região Alto Uruguai. Quando perguntado a ele quem seria o nome do partido para concorrer, Roso pegou o braço da vereadora Sandra Picoli e ergueu, sinalizando que aí estava a possível companheira de dobradinha nas eleições de outubro, como mostra a foto. Com as saídas de Leandro Basso e Fernando Barp, ambos ex-vereadores do PC do B de Erechim, Sandra Picoli tornou-se a figura de maior representatividade do partido na região Alto Uruguai, ao lado do deputado Juliano Roso.

 

Cresce o Número de Vendedores Ambulantes

Quem circula pela cidade de Erechim tem percebido um aumento significativo no número de vendedores ambulantes, em especial, os de frutas. Não sei se todos possuem alvarás, mas o fato é que de um tempo para cá este número dobrou ou até triplicou. É difícil passar por alguma região da cidade que não tenha pelo menos um vendedor de frutas com seu veículo estacionado e comercializando.

A qualidade das frutas e o preço por eles praticado estão fazendo com que muitos consumidores troquem as fruteiras e supermercados pelos caminhões, ônibus e carros que circulam ou estacionam pela cidade. A reclamação por parte dos supermercados e fruteiras é a falta de critério na hora da fiscalização.

 

No limite da Paciência

O descontentamento da população com alguns setores da administração parece estar afetando membros do alto escalão do governo Schmidt. Têm secretários que estão no limite da sua paciência com algumas secretarias que estão andando a passos de tartaruga. O descontentamento externo até podemos entender como “natural e normal”, mas quando se trata de descontentamento interno, o furo é mais embaixo.

As mudanças no comando de algumas secretarias ainda não vieram e parece que não estão nos planos do prefeito Luiz Francisco Schmidt, pelo menos não neste momento. Acredito que o prefeito deve saber a diferença entre os secretários que trabalham e aqueles que fazem de conta.

 

Distrito Industrial Norte

Na última semana, em entrevista ao programa Estúdio Boa Vista, da Rádio Cultura, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Altemir José Barp, informou que o edital para distribuição dos terrenos do Distrito Industrial Norte deverá ser lançado até a metade deste mês.

Segundo Barp, a elaboração do edital está em fase de conclusão para posterior publicação. Conforme destacou o secretário, cerca de 60 empresas estão na lista de interessadas em adquirir um terreno no novo distrito, que deverá ser construído em um formato de condomínio fechado.

 

O Futuro da Política Local

Caso o ex-prefeito Polis concorra a deputado federal e logre êxito nas urnas, automaticamente ficaria fora do próximo pleito municipal. O atual prefeito Luiz Francisco Schmidt já teria manifestado aos seus correligionários mais próximos que não tem pretensões em concorrer à reeleição. Eloi Zanella e Antônio Dexheimer, em tese, também já teriam pendurado as chuteiras.

Entre os nomes conhecidos e que já concorreram ao cargo nas últimas décadas, apenas Ana Oliveira e Luiz Antonio Tirello seguiriam como possíveis candidatos, de resto seriam apenas caras novas na disputa.

 

Por Fabio Lazzarotto

Comentários estão fechados.