“O PP é um gigante adormecido”

Na terça-feira, 28 de novembro, o presidente do Partido Progressista (PP) de Erechim, Reginaldo Bolis, foi o entrevistado do programa Estúdio Boa Vista da Rádio Cultura. Durante a conversa, Bolis falou como o partido está se preparando para as eleições de 2018, quem são os nomes que podem concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa, o futuro do PP no governo Luiz Francisco Schmidt e o desejo de que os progressistas voltem a ser protagonistas nas eleições de 2020.

2018

A possibilidade de ter um candidato ao governo do estado, através do Deputado Federal Luiz Carlos Heinze, tem movimentado o PP nos últimos meses. No Alto Uruguai, em especial Erechim, a executiva do partido tem se reunido com frequência para tratar das eleições do próximo ano e dos eventuais pré-candidatos a deputado estadual e federal que os progressistas deverão lançar. Segundo Bolis, o PP está construindo a candidatura de um deputado estadual e federal pela região.

Candidatos

Com a desistência de Jackson Arpini em concorrer a deputado estadual, os progressistas trabalham com outros três nomes: José Rodolfo Mantovani, Kaká Cofferi e Marines Ronsoni. Conforme destacou o presidente, os três são os pré-candidatos que manifestaram interesse. Com relação à pré-candidatura a deputado federal de Carlos Pomagerski, Bolis disse que teve uma primeira conversa com ele, mas sequer a executiva o conhece. Para ser candidato, Pomagerski terá que passar pelo crivo da região, informou o presidente.

Governo Schmidt

O Partido Progressista é governo, faz parte dele, mas pode contribuir mais com o município, comentou Bolis. Também falou dos rumores de uma eventual saída da base governista, mas reiterou que essa decisão passa pelo ex-prefeito, Elói Zanella. Apesar de alguns progressistas entenderem que o melhor caminho seria desembarcar do governo Schmidt, Bolis faz questão de ressaltar que neste momento o assunto não é discutido internamente.

2020

Quando o assunto é 2020, ano das eleições municipais, destacou que o PP está se preparando para voltar a ter um candidato à majoritária no município de Erechim. Apesar de não ter certeza da sua permanência como presidente do partido no período das próximas convenções municipais, Bolis tratou de dizer que ter uma candidatura a majoritária é um projeto do partido para o próximo pleito.

Por Fabio Lazzarotto

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.