Presídio Estadual de Carazinho completa um ano sem registro de fugas do regime fechado

O Presídio de Erechim (Região Noroeste) completa nesta sexta-feira (1.10) um ano sem registro de fugas do regime fechado. Conforme Thiago Kozloski, administrador do PECAR, este fato é uma marca histórica e é o reflexo de um trabalho que a atual gestão vem realizando que passam por melhorias estruturais, e transferência de apenados de risco, melhorando a disciplina da casa prisional.

Na última seis apenados fugiram por um túnel cavado na cela 5 da Galeria ‘A’, acessando a área externa do PECAR. Todos os apenados foram capturados dias depois e hoje encontram-se recolhidos em outras casas prisionais do Estado.

Antonio Souza, administrador substituto, destaca a reforma realizada no cercamento do pátio de sol do estabelecimento prisional, onde foram investidos aproximadamente R$ 19.000,00 com recursos da Vara de Execuções Criminais de Carazinho, sendo instalado novas consertinas em estilo americano nesta que era a principal rota de fuga dos apenados do PECAR.

Fonte: Seapen e Susepe

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais