Barão do Rio Branco é homenageado por seus 90 anos em sessão solene na Câmara

Na noite da última quinta-feira (1), uma das instituições de ensino mais longevas da Capital da Amizade foi homenageada no plenário da Câmara Municipal de Vereadores de Erechim. A partir de proposição do presidente do Poder Legislativo Alderi Oldra (PT), o Instituto Anglicano Barão do Rio Branco recebeu Menção Honrosa em virtude de seus 90 anos, completados no mesmo dia. A solenidade contou ainda com a entrega do “Troféu 90 anos Barão do Rio Branco” a professores, funcionários e personalidades que, de alguma maneira, marcaram as nove décadas de atuação da escola no município. Durante a sessão ocorreram também intervenções artísticas do Coral Juvenil da instituição homenageada, coordenado pelo professor Álefe Trindade Júnior, e da estudante Marina Luiza Breitkreitz, que declamou um poema.

Na tribuna, o presidente recordou a trajetória da instituição, destacando pessoas e momentos especiais ao longo de sua rica história em solo erechinense, além de exaltar a excelência do trabalho desempenhado por seus profissionais. “O Barão e a Faculdade Anglicana de Erechim (FAE) são referências no quesito educação. O Barão é a maior instituição educacional anglicana da América Latina, pois oferta cursos em todos os níveis de ensino”, disse Oldra, enfatizando a força da escola. “Esta instituição tem uma abundância de oportunidades, e deve seguir acreditando no poder de uma história marcada por tantos sonhos realizados e tantas vidas transformadas”, completou.

Representando o Instituto Anglicano Barão do Rio Branco, o diretor geral Reginaldo José Bolis dedicou parte de seu discurso às pessoas que o acompanham na missão de sempre manter a escola em alto nível. “Temos cerca de 1200 alunos e 130 funcionários ativos, colaboradores empenhados na função de educar. Podemos nos orgulhar, pois a ‘Família Barão’ formou e forma cidadãos para o mundo”, destacou Bolis. Também se pronunciou na tribuna da Casa Legislativa o bispo da Diocese Sul Ocidental da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, Francisco de Assis da Silva, que citou o educador Paulo Freire e observou os desafios da educação em tempos de ódio. “Vivemos tempos difíceis, há muito discurso de ódio ao nosso redor, muitas bandeiras nos separando. Precisamos de mais poesia, e que possamos, mesmo com as dificuldades, continuar construindo estas instituições de ensino”.

Troféu 90 anos – Como forma de reconhecer quem ajudou e ainda ajuda o Barão a ser um expoente na educação, foi entregue o “Troféu 90 anos Barão do Rio Branco”, honraria especial em comemoração à expressiva marca etária atingida. Foram agraciados a ex-aluna, ex-funcionária e ex-professora Alba Albarello; o ex-diretor Luiz Ferreira de Almeida; o funcionário mais antigo, Ivan Antonio Miozzo; a funcionária e professora mais antiga, Clarice Ferrazzo; o bispo Francisco de Assis da Silva; a diretora acadêmica da FAE Verenice Lipsch; o prefeito Luiz Francisco Schmidt; e o presidente Alderi Oldra.

Comentários estão fechados.