Aratiba realiza formação dos professores dentro da plataforma Google Meet

A partir do dia 15 de junho a educação passa a ser 100 % digital.

A Secretaria de Educação está realizando esta semana a formação dos professores para trabalhar na plataforma Google Meet. Eles estão aprendendo a desenvolver formas de trabalhar com as plataformas que existem na internet para conseguir alcançar os alunos na atualidade. “O conselho Nacional de educação coloca a importância do professor se atualizar. Com o aluno o professor precisa se destacar, gesticular, colocar o fonema das palavras para que os alunos consigam interagir. E foi pensando nisso que apostamos na plataforma do Google Meet”, informa a secretária de Educação Mariza Fagundes Rosa.

O Google Meet é uma plataforma gratuita que proporciona a alternativa de acesso a comunicação com as famílias visando manter o vínculo com a escola. É uma ferramenta para conversar ao vivo com os alunos, para repassar conteúdos, para minimizar a perda do aprendizado diário que seria repassado na sala de aula.

Os professores retornaram às atividades aprendendo tudo que a plataforma permite executar e as ferramentas disponíveis  para serem utilizadas  em salas de aulas.

A partir do dia 15 de junho eles começam a desenvolver as atividades on line. Os professores criarão um link que será disponibilizado para  os alunos para assistirem as aulas ao vivo. Há também a possibilidade de assistir posteriormente, mas a Secretaria de Educação de Aratiba frisa que é importante acompanhar as aulas ao vivo, quando  o aluno poderá interagir e questionar no momento em que a aula estiver acontecendo.

A secretária de educação considera que, no momento, a plataforma vem a somar para a educação dos alunos. “Não temos como prever quando retornarão as aulas presenciais por isso estamos apostando nessa plataforma e disponibilizando essa formação para os professores terem mais segurança na hora de passarem os seus conteúdos para seus alunos”.

No Ensino Superior os estudantes já estão mais familiarizados com este método, conhecido como EAD. “Aratiba abre as portas para esta nova tecnologia, tendo em vista a não aglomeração de pessoas”, disse a secretária.

Para a professora Fernanda Strapasson, “o uso dessa ferramenta é desafiador, pois é necessário que tanto o professor quanto o aluno tenham recursos tecnológicos de acesso à internet de qualidade e notebook ou smartphone”. Para fazer frente a esta necessidade, o Governo Municipal enviou para a Câmara de Vereadores o projeto 100% Digital, que pretende auxiliar as famílias que não tem internet para também terem acesso à modalidade de ensino à distância.  “Tudo precisar caminhar conjuntamente, não adianta oferecer uma educação digital e não ter a tecnologia de acesso na casa do aluno. Esperamos ter sucesso, estamos colocando todos os nossos esforços neste projeto”, complementou Mariza .

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais