Vereadores sugerem a criação de lei que otimiza o atendimento a autistas

Embora o Dia Mundial do Autismo seja celebrado nesta terça-feira (2), todo o mês é contemplado com atividades visando à conscientização acerca deste importante tema. Como forma de ampliar ainda mais o debate sobre o assunto, bem como possibilitar uma maior qualidade de vida aos autistas de Erechim, o vereador Ale Dal Zotto (PSB) apresentou, na sessão ordinária da última segunda-feira (1), um pedido de providências em que sugere ao Poder Executivo a criação de uma lei que institui a Política Municipal de Atendimento Integrado à Pessoa com Transtorno do Espectro Autista. A solicitação foi subscrita pelas vereadoras Eni Scandolara (Progressistas) e Sandra Picoli (PCdoB) e pelo vereador Rafael Ayub (MDB).

Com uma estimativa de cerca de 1700 autistas no município, há, segundo os parlamentares, a necessidade de que alguma política pública seja implantada a fim de atender de forma ampla, digna e eficaz essa significativa parcela de nossa população. “Sugerimos a ação integrada da estrutura administrativa municipal na prestação de serviços das secretarias de Saúde, Educação e Assistência Social para a plena efetivação dos direitos fundamentais decorrentes da Constituição Federal”, detalham os vereadores, salientando ainda a importância de que sejam cumpridas as diversas leis existentes em benefício da população autista.

Após a leitura no plenário da Câmara Municipal, o pedido foi encaminhado ao setor competente da Prefeitura Municipal.

Comentários estão fechados.