Mulheres na ciência: professora da UFFS recebe prêmio nacional e honraria do Poder Legislativo

Trabalhando na temática sobre a conservação de anfíbios, Marília Hartmann é docente no Campus Erechim

A professora Marília Hartmann recebeu, na noite do dia 28 de março, da Câmara de Vereadores de Erechim, a Comenda Boa Vista do Erechim – Centenário. A docente atua na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Erechim e foi uma das 17 mulheres a receber a honraria na semana passada, em sessão solene.

De acordo com o Legislativo, a homenagem “teve como mote o Dia Internacional da Mulher” e foi concedida a mulheres “com atuações destacadas nos mais variados segmentos”.

A professora Marília entende que, como pesquisadora e docente da UFFS, ter recebido a homenagem foi uma honra muito grande. “Acredito que mostra que é possível, com muito trabalho, esforço e companheirismo, conciliar pesquisa, docência e família. Indica a quem está começando a carreira acadêmica que ciência é um lugar para mulheres, sim”, destaca.

Segundo a docente, o lugar conquistado por cada uma das mulheres homenageadas é fruto de muito esforço. “Significa não nos intimidarmos por ser mulher, acreditar em um mundo onde todos tenham espaço, independentemente de gênero, cor, classe ou qualquer outra barreira socialmente imposta.”

Esta é a segunda homenagem que Marília ganha em menos de dois anos. Em 2018, a docente da UFFS foi uma das ganhadoras do Prêmio Bertha Lutz, concedido nacionalmente pela Sociedade Brasileira de Herpetologia em reconhecimento a mulheres que trabalham com a questão da conservação de anfíbios.

Comentários estão fechados.