Fogo amigo divide os partidos que elegeram Schmidt e já tem oito pré-candidatos

Faltando quatro meses para as convenções partidárias, um fato chama atenção dos eleitores mais atentos da cidade. Por que todos os partidos que apoiaram a eleição de Luiz Francisco Schmidt e Marcos Lando, lançaram os seus pré-candidatos e demonstram rejeição em apoiar o pré-candidato do PSDB?

Não é o nome do Roberto Fabiani e sim, a forma que o governo foi conduzido, com intervenção de terceiros. Vejamos os partidos que apoiaram a atual administração e já tem seus pré-candidatos: PSDB – Roberto Fabiani, PDT – Marcos Lando, PP – deverá lançar Jackson Arpini, Solidariedade do partido do sobrinho do prefeito – Airton Pereira da Silva, Republicanos – Ernani Mello, PL do atual secretário José Camargo – deverá ter o Cláudio Pagliosa ou Leandro Basso, PTB – Claudemir Araújo que também apoiou o Schmidt e até, o escudeiro do Schmidt, Vitor Hugo, pré-candidato pelo Podemos.

Ainda dá tempo de reverter a situação, mas para isso o prefeito Schmidt terá que entrar em campo e apagar o fogo amigo que existe dentro do seu governo. Talvez, o fogo amigo e as tais prefeiturinhas seja o maior problema do atual governo.

Com todos os partidos e pré-candidatos que conversei a opinião é a mesma, faltou diálogo, reunir os secretários e os presidentes dos partidos ao menos uma vez por mês. Enquanto isso, os partidos de oposição seguem unidos, assistindo cada capítulo desta novela.

Por Egidio Lazzarotto

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais