Empoderamento feminino, igualdade de gênero e empreendedorismo pautam o Dia da Mulher em Erechim

Muito mais que uma data de comemoração, o Dia da Mulher é marcado pela luta da igualdade de gênero e busca por direitos ainda não conquistados. Embora a realidade ainda esteja longe do que muitas mulheres almejam, o 8 de março tem se tornado um dia de resistência, em que o cenário empoderador feminino toma conta e mostra a força, garra e determinação feminina. Nesse sentido, o Bogotá, a famosa “casinha preta” de Erechim, será palco do “Bela, Empreendedora e do Bar”, um evento que celebra mulheres que estão desafiando o status quo e empreendendo em áreas em que há baixa representatividade feminina. O evento tem como propósito de equilibrar o cenário atual, inspirando e instrumentalizando mulheres para que ocupem estes lugares.

O Bela iniciou em São Paulo e está se espalhando pelo Brasil. Essa é a primeira edição fora da capital paulista e acontecerá simultaneamente em várias cidades do país. Os eventos são organizados por empreendedoras de cada cidade. Em Erechim, quem está tomando frente do evento são quatro mulheres que tem um propósito em comum: a busca por um mundo igualitário: Francine Biermann, fundadora do Bogotá, vice-presidente do conselho municipal de políticas culturais de Erechim e farmacêutica de formação; Jessica Puerari, fundadora da Petiscos Fotografia Animal e historiadora de formação; Sheila Andrade, arquiteta e urbanista, ganhadora do I Prêmio Rosa Kliass e Caroline Slussarek, arquiteta e urbanista, fundadora do BlocoCriativo Arquitetura e Engenharia.

As organizadoras da primeira edição do Bela Erechim contam que a vontade de trazer o evento para o município é antiga. “Desde o último ano, nosso grupo se encontrava para pensar de que maneira poderíamos promover eventos que valorizassem e incentivassem a mulher empreendedora. Quando nos deparamos com um projeto já consolidado como este, abrindo as portas para que pudéssemos multiplicar e difundir as mesmas ideias não tivemos dúvidas em assumir. Nosso principal objetivo é, como diz o evento, convergir para potencializar e nada melhor do que essa troca de ideias e incentivos entre as mulheres que, nesse ano, estão em 10 cidades promovendo eventos assim como esse”, explicaram.

De acordo com as organizadoras, ao mesmo tempo em que a igualdade de gênero é cada vez mais discutida e as mulheres tomam espaços cada vez maiores, de lugares que são seus por direito, é possível perceber que o caminho ainda é longo a se percorrer. Por isso, ser empoderada e acreditar em si é um exercício diário contra tudo aquilo que as mulheres foram ensinadas e recebem de retorno da sociedade. Neste sentido, elas destacam que é importante “saber que não estamos e não precisamos estar sozinhas é o que nos motiva e a forma que queremos motivar outras mulheres. É importante que entremos em contato com exemplos de mulheres que desafiam sua realidade para que possamos apoiá-las e também nos fortalecermos individualmente e enquanto grupo. Suas dificuldades também são as nossas e juntas podemos enfrentar qualquer coisa”.Bela, Empreendedora e do Bar

O nome que dá vida ao evento quer externar a mensagem de que “belas” são todas as mulheres, independentemente do tipo físico, cor de pele ou tipo de cabelo. O “empreendedoras” visa mostrar o quão fundamental é que as mulheres adquiram sua independência financeira sustentável e de longo prazo. “Bar” é usado no sentido literal e também metafórico. A mensagem do evento é: estamos ocupando todos os lugares que por muito tempo nos foram negados, seja o bar, a economia, a política, a ciência ou mesmo a Nasa. Ou seja: lugar de mulher é onde ela quiser. Concordando que todas mulheres são belas nos nossos mais variados estilos e sentidos as organizadoras destacam que “todas precisamos empreender nos empoderando e adquirindo a liberdade necessária para estarmos onde desejamos. Todas somos do bar, da indústria, da mecânica, da TI, da política, e de tantos outros lugares que por muitos anos foram considerados masculinos e que hoje são nossos também”.

Esteja conosco neste dia!

“Como as mulheres daqui estão desafiando o status quo”? Este será o tema que norteará os talks e dinâmicas que acontecerão na próxima quinta-feira, dia 8 de março, das 18h às 22h30, no Bogotá.

Os ingressos custam R$25,00 e podem ser adquiridos por meio do site Sympla (www.sympla.com.br). O evento é aberto para mulheres e homens de todas as idades que busquem uma sociedade mais igualitária e que queiram, nesse dia de luta, debater e incentivar as mulheres que estão desbravando suas áreas de trabalho e servindo de exemplo e inspiração.

Comentários estão fechados.