Prefeitura de Erechim adquire nova ambulância para o setor de urgência e emergência

A prefeitura, através da Secretaria de Saúde, adquiriu uma ambulância da marca Spinter, da Mercedes Benz, para reforçar os serviços móveis de urgência e emergência.

O veículo, totalmente equipado para a finalidade, custou R$ 213.500,00, e foi adquirida com recurso oriundo de Emenda Parlamentar alocado pela Deputada Federal Yeda Crusius no valor de R$ 80.000,00 mais rendimentos, e recursos próprios da Pasta, na ordem de R$ 128.505,65.

Conforme o Secretário de Saúde Dércio Nonemacher, a secretaria possui dois serviços móveis que integram a Rede Municipal de Urgência e Emergência, sendo a SAMU 192, programa atrelado ao Ministério da Saúde e a Secretaria Estadual de Saúde e a Ambulância Cidadã, serviço de gerenciamento municipal que tem como finalidade prover suporte técnico as ações da SAMU e as necessidades dos usuários do município, na área das urgências e emergências.

Atualmente o serviço Ambulância Cidadã conta com três veículos e com a aquisição da nova ambulância passa disponibilizar à comunidade quatro viaturas, o que oportunizará mais agilidade e presteza nos atendimentos. Em média a ambulância cidadã realiza 236 atendimentos ao mês, num quantitativo anual de aproximadamente 2.832 atendimentos.

A aquisição também tem por objetivo a renovação da frota de veículos da secretaria, que já adquiriu nos últimos anos vans, veículos leves, van para cadeirantes e para a Casa de Apoio em Porto Alegre e agora, uma ambulância.

O Prefeito Luiz Francisco Schmidt disse que a Secretaria Municipal de Saúde vem trabalhando muito para melhorar e modernizar o atendimento da saúde pública e tem realizado grandes investimentos na área da saúde. Afirmou que “a aquisição desta ambulância cidadã vai permitir que o município amplie os serviços na área de saúde com mais qualidade e eficiência, principalmente no transporte de pacientes, garantindo a população mais rapidez no transporte, principalmente nos casos de emergência em que se exige agilidade nos primeiros socorros”, pontuou.

Comentários estão fechados.