Pasta da Saúde realiza capacitação de agentes comunitários

Na última sexta-feira, 28, no auditório da Secretaria Municipal de Saúde, foi realizada uma capacitação com os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) sobre a importância e relevância de um serviço hemoterápico regional e, também, no sentido de levar informações à comunidade para ampliar o número de doadores.

A atividade foi em alusão ao dia 26 de setembro, Dia Municipal do Doador. Durante a semana servidores voluntários da UBS São Cristóvão realizaram doações no Banco de Sangue.

A capacitação foi realizada pelo Banco de Sangue do Alto Uruguai Gaúcho, serviço filantrópico que atende todos os hospitais da Região 16 – Alto Uruguai Gaúcho.

Na oportunidade, a enfermeira Gelciane Pavan, integrante da equipe técnica do Banco de Sangue, repassou informações sobre o serviço de abrangência regional como horário de atendimento, idade que permite realizar a doação, triagem hematológica e clínica, tempo de doação, fluxos, periodicidade, processos de trabalho, grupos sanguíneos, hemoderivados (concentrado de hemácias, plaquetas, plasma e crioprecipitado) e tempo de duração de cada hemoderivado, que varia de cinco dias até um ano.

Pavan também salientou que o serviço atende de segunda a sexta-feira, realizando captação de sangue pelo turno da manhã e um sábado ao mês, destinado àquelas pessoas que não conseguem realizar sua doação durante os horários habituais da semana.

Também ressaltou a importância da doação no intuito de ajudar a salvar vidas e tirou as dúvidas dos participantes. Levou ao conhecimento dos ACS, que mantém contato direto com as famílias, que o serviço monitora diariamente a entrada e saída de hemoderivados, por esta razão, quando o estoque está alto em determinado grupo sanguíneo, o doador não consegue realizar sua doação e a unidade pede compreensão. “Vocês são nossos multiplicadores, porque estão permanentemente em contato com as pessoas”, expressou a enfermeira Gelciane.

O secretário de Saúde, Jackson Arpini, que já atuou como Administrador Judicial da entidade, agradeceu a equipe do Banco de Sangue e enalteceu a missão do serviço de ajudar a salvar vidas. Destacou que a região possui um grupo fidelizado de doadores e, via de regra, as doações são suficientes para abastecer todos os hospitais, com situações pontuais e esporádicas de baixa de estoque.

“Precisamos manter esse rol expressivo de doadores e vocês exercem um papel preponderante quando levam à informação fidedigna as pessoas. Multiplicar a informação e ampliar doadores é salvar mais vidas”, concluiu o secretário da Pasta.

Comentários estão fechados.