Princesas étnicas e o espetáculo digno dos 100 anos

Analisando o pós-evento da escolha das soberanas da Frinape 2018, percebo que foi o único acontecimento que representou realmente o centenário de Erechim até agora. Falo isso com base nas belíssimas apresentações das princesas étnicas com seus trajes oficiais, foi um espetáculo a parte. Elas representam cada um de nós, com seus costumes, danças e conhecimentos.

A corte não é diferente. Espontaneidade é o que define as jovens meninas que tão bem já representam a feira, com uma simpatia e sabedoria sem igual.

Por Carla Emanuele 

Comentários estão fechados.