Princesas étnicas e o espetáculo digno dos 100 anos

Analisando o pós-evento da escolha das soberanas da Frinape 2018, percebo que foi o único acontecimento que representou realmente o centenário de Erechim até agora. Falo isso com base nas belíssimas apresentações das princesas étnicas com seus trajes oficiais, foi um espetáculo a parte. Elas representam cada um de nós, com seus costumes, danças e conhecimentos.

A corte não é diferente. Espontaneidade é o que define as jovens meninas que tão bem já representam a feira, com uma simpatia e sabedoria sem igual.

Por Carla Emanuele 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais