Presidente da Fecomércio-RS visita Sindilojas Alto Uruguai

Foco do debate com a Diretoria do Sindicato foi o novo momento do sindicalismo empresarial

O presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn, e o vice-presidente Leonardo Schreiner,  visitaram o Sindilojas Alto Uruguai nesta terça-feira, 31, quando foram recebidos pela Diretoria do Sindicato, que tem à frente o empresário José Gelso Miola.  No encontro, realizado na sede do Sindicato, foi debatido o papel das entidades sindicais em novos tempos de sindicalismo, a sobrevivência das entidades e a representação empresarial. “Estamos preocupados com a sustentação financeira, mas sabemos que o reconhecimento da cidade sobre o papel do sindicato é o caminho para buscar esse desenvolvimento”, disse Bohn. Segundo ele, com a retirada da contribuição compulsória, o grande desafio dos sindicatos é se reinventar, serem úteis aos empresários e passar a oferecer serviços. Para Bohn, esse foi um dos motivos que o fez continuar à frente da Fecomércio-RS.

Ao fazer uma análise do cenário atual do país, Bohn  destacou a importância do setor terciário e o papel do comércio na retomada do desenvolvimento do Estado e do país. “Nossa economia está fraca, pelo momento político, frágil, pelos resultados econômicos e lenta, pela dificuldade de deixarmos a crise para trás”, afirmou.

De acordo com o presidente do Sindioljas Alto Uruguai, José Gelso Miola, a visibilidade do Sistema Fecomércio-RS é um reconhecimento ao trabalho realizado. “É um orgulho fazer parte desse grupo e estar junto à Federação nessa caminhada defendendo o empreendedorismo e os empresários”, comentou. Miola falou do envolvimento do Sindilojas na comunidade, especialmente junto ao Projeto Sentinela, que iniciou em 2016, e hoje contempla a cidade com 63 câmaras de videomonitoramento visando mais segurança à população e aos empresários, especialmente do centro da cidade, onde há maior concentração de equipamentos de vigilância. Destacou também as importantes parcerias com outras entidades para a viabilidade do projeto.

A questão das feiras itinerantes ainda foi levantada pelo presidente José Gelso Miola. “Não recolhem impostos, não têm segurança e não contratam com carteira assinada. É um concorrente desleal que prejudica a todos”, afirmou Miola. Ele disse que o sindicato está acompanhando de perto e que não teve respaldo da prefeitura no tratamento do problema, por isso o Sindicato entrou com uma denúncia no Ministério Público e Tribunal de Contas do Estado.

 

HOMENAGEM A FRANCESCHI

Aproveitando a presença do presidente e do vice-presidente da Fecomércio-RS em Erechim, foi inaugurada a nova denominação ao local do evento, chamado agora de Sala de Reuniões Francisco José Franceschi, em homenagem ao sindicalista que ficou quase 20 anos na presidência do Sindilojas Alto Uruguai. De acordo com Miola, uma pessoa que marcou o Sindicato do Comércio Varejista em Erechim. Segundo Luiz Carlos Bohn, esse foi um gesto de reconhecimento à  Franceschi, que muito colaborou com o Sindilojas e o Sistema Fecomércio-RS e também como conselheiro do Senac.

Comentários estão fechados.