Silvana Dezordi demanda realização de atividades de conscientização aos diferentes tipos de deficiência

Na última segunda-feira (26), durante a segunda sessão ordinária do ano, um tema de grande relevância foi debatido entre os parlamentares. Ciente da importância de pôr em prática ações que visem à inclusão social, a Câmara de Vereadores aprovou por unanimidade o pedido da vereadora* Silvana Dezordi (PDT), que solicita ao Poder Executivo, por meio da secretaria competente, o reconhecimento municipal através de atividades com a comunidade em cada dia específico dos tipos de deficiência.

Um dos maiores desafios da população deficiente é a falta de visibilidade para com suas demandas e sua participação na comunidade – e é justamente isso que, mais adiante, alimenta o preconceito. Em sua solicitação, a parlamentar traz exemplos de datas em que poderiam ser realizadas grandes ações não apenas comemorativas, mas de conscientização, como o Dia Mundial das Doenças Raras (28 de fevereiro), Dia Nacional do Surdo (26 de setembro) e o Dia Nacional do Cego (13 de dezembro). “Estas datas foram criadas para celebrar as conquistas e possibilidades das pessoas deficientes, além de representarem uma oportunidade para relembrarmos os desafios e as lutas por melhores condições de vida”, destaca a edil.

Silvana, que é deficiente, possui um conhecimento de causa qualificado para apontar necessidades e demandas de pessoas com algum tipo de deficiência e, através de seu requerimento, espera trazer à luz um debate saudável a respeito deste tema. “Queremos promover, nas respectivas datas, atividades que envolvam toda a comunidade erechinense, a fim de desenvolver uma maior compreensão dos assuntos que concernem à deficiência, ampliando a consciência quanto às limitações e, assim, diminuindo o preconceito”, explica a vereadora.

*A vereadora Silvana Dezordi assumiu temporariamente o cargo na ausência do vereador André Jucoski (PDT), durante a última sessão ordinária.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais