Usina de Machadinho envia nota sobre segurança ao Portal de Marcelino Ramos

 A tragédia na Usina da Vale em Minas Gerais, com centenas de mortes, repercutiu em todo mundo e ascendeu uma luz de alerta em regiões que possuem usinas. Esta semana o Portal de Marcelino recebeu uma nota da Assessoria de Comunicação do Consórcio Machadinho referente a segurança adotada na construção e manutenção da barragem. A Usina Hidrelétrica de Machadinho, uma das maiores do Brasil, está localizada há poucos quilômetros de Marcelino Ramos.Com o rompimento da Usina em Minas Gerais a comunidade ficou apreensiva e mais preocupada tentando dimensionar o que poderia acontecer caso viesse acontecer algo parecido em nossa região. Na nota encaminhada ao Portal pela Assessoria de Comunicação o Consócio diz que o risco de uma barragem romper é baixíssimo.

Leia a nota:

“A Segurança das Barragens constitui uma preocupação permanente do Consórcio Machadinho pelo impacto que um acidente, cuja probabilidade é baixíssima, pode causar a vidas humanas, meio ambiente e economia.

O Consórcio Machadinho adota uma filosofia que atende integralmente a legislação vigente referente à Segurança de Barragens, Lei n° 12.334 de Política Nacional de Segurança de Barragem, de setembro de 2010, e a Resolução Normativa n° 696 da ANEEL, de dezembro de 2015, bem como os princípios do ICOLD – International Commission on Large Dams e CBDB – Comitê Brasileiro de Grandes Barragens, que definem as medidas e procedimentos a serem adotados para estabelecer critérios para classificação e formulação do Plano de Segurança de Barragens, Inspeções de Rotinas e realização da Revisão Periódica de Segurança e Estruturas Civis em usinas fiscalizadas pela ANEEL.

Na fase de construção são realizadas as seguintes ações:

  • Ao implementar um empreendimento, à segurança de barragem é aplicada a melhor técnica de engenharia, desde o projeto básico, executivo, construção, operação e manutenção das plantas;

Na fase de operação da Usina, são realizadas as seguintes ações:

  • Inspeções mensais pela equipe de segurança de barragens da usina e inspeções anuais, das barragens e todas as estruturas civis, por equipe multidisciplinar de engenharia que analisa os dados e elabora relatórios de inspeção e comportamento das barragens e estruturas civis associadas às Usinas;
  • Manutenção preventiva programada de monitoramento da barragem pela instrumentação e inspeções de rotina por técnicos especialistas;
  • Realiza todas as manutenções anualmente previstas durante as inspeções;
  • Cada Usina Hidrelétrica detém o Plano de Segurança de Barragens e Plano de Ação de Emergência, os quais estão adequados conforme a regulamentação da Lei de Segurança de Barragem e normativa da ANEEL.
  • Periodicamente são realizados treinamentos aplicados, com todos os envolvidos, em caso de acidente com a barragem ou outra estrutura que cause impacto a jusante e montante do empreendimento.

Associado ao Plano de Segurança de Barragem e o Plano de Ação de Emergência também está associado o monitoramento das grandezas hidrológicas que envolvem o Reservatório, integrada com as regras de operação das estruturas dos vertedouros e demais estruturas de descarga.

O Consórcio Machadinho informa que a Usina de sua concessão, tanto as barragens quanto as estruturas associadas são instrumentadas em conformidade com o tipo de estrutura para acompanhamento e análise do comportamento, de modo a verificar se as estruturas atendem os coeficientes de segurança previstos no projeto durante o período de construção e operação das plantas, de modo a avaliar o nível de riscos associados.

Para realizar as atividades de Segurança de Barragem e Hidrologia, se dispõe de uma equipe multidisciplinar da operadora e consultores externos, sendo que os Especialistas da Operadora participam do Comitê e Fóruns de Segurança de Barragem da ABRAGE, Associação Brasileira das Empresas Geradoras de Energia Elétrica, formado por especialistas de todas as empresas do setor elétrico.

Publicado por Christian Roll/Portal de Marcelino

Comentários estão fechados.