Hospital Unimed realiza primeiras cirurgias

Casa de saúde recém-inaugurada pela Unimed Erechim atende casos de média complexidade

1.842

O Hospital Unimed realizou as primeiras cirurgias nesta segunda-feira, 30 de outubro. O primeiro paciente, natural de Ipiranga do Sul, foi submetido a uma prostatectomia, realizada pelos médicos urologistas Felipe dos Santos Franciosi e Marcelo Guollo e pelo anestesista Luiz Felipe Barreneche Leães. O procedimento durou três horas e transcorreu com tranquilidade. No mesmo dia, outras sete cirurgias foram realizadas.

Os pacientes foram recepcionados pelo vice-presidente Paulo César Rodrigues Martins, gerentes e colaboradores.  “Este é um momento de muita emoção para todos nós. Certamente estamos estabelecendo um novo patamar no atendimento à população regional”, destacou.

Com três salas cirúrgicas e 35 leitos, a infraestrutura foi muito elogiada pelos médicos Felipe Franciosi e Marcelo Guollo. “Este é um hospital de excelência. Dispomos aqui de tudo o que precisamos, tanto materiais cirúrgicos quanto hotelaria. Toda esta parte satisfaz questões de segurança e vai muito além disso: há ainda a recepção e o atendimento oferecido ao paciente, que são diferenciais”, avalia Guollo. “É um hospital de primeira qualidade, tanto para os médicos, que poderão exercer a profissão da melhor maneira possível, quanto para os pacientes, que serão bem atendidos e receberão todo o cuidado necessário”, complementa Franciosi.

Conforme o diretor Administrativo da Unimed Erechim, Luiz Felipe Barreneche Leães, os próprios médicos foram os grandes impulsionadores das inovações implementadas no Hospital Unimed. “Durante várias semanas realizamos visitas às obras, anotamos todas as considerações dos cooperados e o resultado está neste hospital moderno, humanizado, agradável e com tecnologia de ponta. Conseguimos garantir mais conforto para os pacientes e seus familiares e, ao mesmo tempo, melhores condições de trabalho para os profissionais da saúde”, enfatiza.

O presidente da Unimed Erechim, Alcides Mandelli Stumpf, que acompanhou “in loco” as atividades do primeiro dia do Hospital, ressalta que o diferencial vai além da obra física e alcança – a partir de um conceito modelo – o ser humano. “Cada detalhe, cada acabamento, cada médico que aqui atuará faz parte de um projeto maior. A ideia é que o paciente, ao entrar no ambiente, não se sinta em um hospital, mas em um local que estimule o equilíbrio e a pronta recuperação”.

 

Inaugurado no dia 21 de outubro, o Hospital Unimed está integrado ao Centro de Qualidade de Vida Unimed, um complexo de saúde de 10 mil metros quadrados que compreende ainda o serviço de Medicina Preventiva, Laboratório de Análises Clínicas, Centro de Diagnóstico por Imagem, Clínica de Fisioterapia e Saúde Ocupacional. A infraestrutura da cooperativa também conta com duas farmácias, uma em Erechim e outra em Getúlio Vargas.

Você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.