Erechim está vivendo uma crise de autoestima

2.854

Nossa cidade está passando por uma das maiores crises de sua história, e não tem a ver com economia, o problema é de autoestima. Claro que a crise econômica que atinge algumas empresas de nossa cidade, causou desemprego e deixou muitas famílias numa situação difícil, também colaborou para que os erechinenses perdessem sua altivez, mas esta “depressão” a qual me refiro está atingindo em especial os jovens entre 18 e 30 anos, todos na flor da idade para produzir ou montar seus próprios negócios. Os grandes investidores costumam surgir nesta faixa etária, no entanto, me parece que atualmente este pessoal não está conseguindo ver uma perspectiva positiva para o futuro, para eles tudo está ruim por aqui e estão indo em busca de novas oportunidades em outros lugares. Já os que decidem ficar, se sentem desmotivados.

Já passamos por muitas crises econômicas, mas desde que cheguei a Erechim nos anos 80, ainda não havia visto algo parecido com o atual momento, com os jovens desta faixa etária tomados pela pouca autoestima. Até algum tempo havia várias lideranças da cidade buscando levantar o astral do nosso município, principalmente usando a famosa frase: “em Erechim a crise chega por último e vai embora primeiro”. Também os prefeitos do passado, inclusive Schmidt em sua primeira administração, não faziam terra arrasada e levantavam o astral da população. Mas o que estamos vendo agora é que o prefeito não está conseguindo passar a estes jovens uma mensagem de otimismo para reverter esse quadro.

Prefeito, está mais do que na hora de parar com essa “chorumela” e começar passar uma mensagem de positividade. É preciso parar com essa história de “eu vou ver o que posso fazer, mas não garanto nada”. Não é apenas o prefeito que tem que mudar, mas outras instituições importantes de nossa cidade, passando também por nós da imprensa, mas o prefeito precisa liderar este processo para levantar o autoestima dos erechinenses, mostrando que o setor público e a população podem convergir para o mesmo objetivo, em uma união de esforços. Creio que para isso acontecer o governo precisa fazer algumas mudanças internas urgentes e se alguém tem dúvidas sobre o que estou dizendo, contrate uma pesquisa para saber o que a população pensa. Nós do Jornal Boa Vista temos uma ideia através dos comentários postados na fan page.

Por Egidio Lazzarotto/JBV Online

Você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.