Com o tema segurança pública Fórum Regional de Vereadores se consolida como maior iniciativa política do ano

73

         O III Encontro do Fórum Regional Permanente de Vereadores do Alto Uruguai realizado na noite desta quinta, 28, na Câmara Municipal de Paulo Bento, tendo como tema a Segurança Pública, consolida o mesmo como maior iniciativa política deste ano, não somente pela participação de vereadores e autoridades política, religiosa, representantes de Deputados Estaduais e de outros segmentos, mas principalmente pelos temas que vem colocando na mesa de trabalhos.

De um pequeno embrião iniciado pelo presidente da Casa Legislativa de Erechim, Ale Dal Zotto no plenário da Câmara Municipal, inicialmente com a presença de 40 pessoas, teve sua segunda edição em Mariano Moro com 140 pessoas e Paulo Bento com 120 presentes. Já definido para Estação o próximo encontro.

Os trabalhos da noite foram abertos pelo prefeito de Paulo Bento, Pedro Lorenzi, momento em que pediu a reflexão de todos sobre o que se quer e aonde se quer chegar através de ações como esta. “Se não houver a união de todos, não teremos o dia de amanhã naquilo ao qual aspiramos de melhor para a nossa sociedade. Devemos traçar rumos viáveis para que tenhamos uma sociedade melhor para os que irão nos suceder”.

Ale Dal Zotto voltou a destacar a importância de se unir as forças vivas da região do alto Uruguai. “Temos que manter uma linguagem uniforme entre todos os municípios, visto que os vereadores são as maiores ferramentas políticas dentro do contexto do fazer política”.

Em sua manifestação, o Bispo Dom Gislon destacou que o tema segurança pública é um assunto latente da atual sociedade. “Vocês são as pessoas que ouvem as necessidades do povo e a sua realidade. O atual momento não é um dos melhores de nossa história, mas este evento é importante para que possamos trabalhar juntos e buscar mais dignidade ao nosso cidadão”.

Também se manifestaram os representantes do Credenor, Agência de Desenvolvimento, presidente da AMAU, que destacou o memento como difícil, mas que há a necessidade de se buscar soluções, visto que são tantas as dificuldades para o gestor realizar obras com recursos públicos, o vice prefeito de Paulo Bento e o representante da Polícia Rodoviária Estadual que lamentou que a criminalidade passa na região sobre rodas, como a carência de efetivos em todos os municípios.

Em sua manifestação sobre o tema, a Delegada Regional, Diana Casarin Zanatta ressaltou que o Fórum é um evento primordial para toda a região do Alto Uruguai, pontuando que atualmente a Polícia Civil tem dado resposta muito além de suas atuais possibilidades.

“A Polícia Civil de Erechim tem se destacado em termos de resolução dos delitos cometidos, ou seja, 100% estão elucidados. Estamos dando a resposta à sociedade, como realizando outras atividades junto à sociedade, destacando as últimas iniciativas, a exemplo da Delegacia de Mediação, como das mais diversas palestras junto às escolas. Uma forma de evitar que as crianças de hoje sejam futuros clientes da polícia”.

Diana também lamentou os atuais valores que estão disponibilizados pelo Governo do Estado tanto para a Polícia Civil como para a Brigada Militar. “Urgente a compra de novas viaturas e armas para melhor equipar nossos policiais e soldados da Brigada Militar, como da chamada de novos agentes, pois não podemos ter uma polícia velha diante de uma criminalidade nova. Que tipo de segurança pública nós queremos, ou seja, precisamos de uma urgente mudança de postura”.

Por sua vez, Major Uilson Cecconello passou a atual realidade do Batalhão do 13 BPM, como da situação em que vivem os policiais com a atual criminalidade e insegurança. “Hoje o policial não tem tranquilidade em mesmo quando sai com sua família para jantar fora, pois estamos em uma guerra constante contra a criminalidade. Estamos em risco todos os dias e parte da população não está ombreando com seu soldado”.

Para ele, o ideal para a segurança, hoje, seria de 10 a 12 soldados por município,  o que apresentaria outro quadro bem diferente do que está sendo apresentado. “Temos grandes parcerias, a exemplo do Poerdi que já trabalhou mais de um milhão de crianças desde a sua fundação no Estado, como a Patrulha Maria da Penha, o georreferenciamento e o videomonitoramento, mas lamentamos a falta de investimentos, o que acaba prejudicando o trabalho como um todo. Tem que haver a participação de toda a sociedade e um investimento na segurança tanto quanto na saúde e na educação”.

Entre as manifestações dos presentes, o fato de que hoje as pessoas se escondem atrás das redes sociais, há uma cobrança de tudo aos vereadores, ou seja, desde a saúde até a falta de asfalto, a necessidade de se investir mais no social, valorizando mais o ser do que o ter, maior geração de empregos, falta de representação política, especialmente em Brasília, necessidade da construção de presídios, mudanças na Constituição Federal, a mídia, a exemplos das novelas com temas de violência e tráfico, convencimento do Governo Federal com relação a importância da polícia, apoiar projetos de videomonitoramento em todos os municípios, como clamar a cidadania junto as escolas.

Entre as resoluções, a formulação de um documento enviado por todas as Câmaras Municipais solicitando a realização de curso para Soldado da Brigada Militar para que se possa aumentar o efetivo, estas que serão enviadas ao Secretário de Segurança do Estado e o governador.

Você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.