Falece Irmã Vicentina que fundou Rosário Perpétuo na Diocese de Erechim

811

Nesta quarta-feira, 27, pelas 22h, em Curitiba, faleceu irmã Albani Palma, Companhia das Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo, Servas dos Pobres, fundada por São Vicente de Paulo e Santa Luiza Marilac. Ela faleceu justamente no dia em que a Igreja celebra a festa do fundador, nos 400 anos da carisma vicentino. Ela foi sepultada nesta quinta-feira, em Curitiba.

Irmã Albani Palma nasceu em Aratiba – Rio Grande do Sul, no dia 08 de maio de 1941. Filha de Angelo Palma e Irina Possan Palma. Ingressou na Companhia das Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo no dia 12 de dezembro de 1958. Pronunciou os Votos pela primeira vez em 25 de dezembro de 1963.

Irmã Albani serviu os pobres nas seguintes Comunidades locais: Passo Fundo; Porecatu –  Escola Vicentina Santa Luiza; Nonoai; Porto Alegre, Instituto Santa Luzia; Curitiba, Vila Nossa Senhora da Luz e Escola Vicentina Nossa Senhora das Mercês; Campinas do Sul; Laranjeiras do Sul – Escola Vicentina Santa Ana; Toledo, Casa Irmã Estanislava Perz; Palmas, Casa Margarida Naseau; Rio Pardo, Lar São Vicente de Paulo; Almirante Tamandaré, Casa Irmã Tereza Araújo; Campo Mourão, Colégio Vicentino Santa Cruz; Pitanga, Escola; Jacutinga. Sua última Comunidade foi a Casa Provincial Medalha Milagrosa – Casa da Oração e Ala Irmã Maria Turkiewicz.

Santa Luísa nos recomendou: “Desejo que sejais todas santas… para isto, minhas queridas Irmãs, é preciso ter continuamente diante dos olhos nosso modelo, que é a vida exemplar de Jesus Cristo…”.

Irmã Albani era piedosa e devota de Nossa Senhora. Participava com fidelidade dos exercícios espirituais, conforme o Projeto Comunitário. Tinha grande amor à vocação e pontualidade aos momentos de orações. “… vivei juntas como tendo um só coração e uma só alma, a fim de que por esta união de espírito, sejais verdadeira imagem da unidade de Deus…” (São Vicente de Paulo). Irmã Albani possuía amor pelas Irmãs, gostava de estar junto. Sabia perdoar e acolher, sendo delicada, prudente e alegre.

Irmã Albani era muito prestativa e dedicada com os pobres. Tinha o dom de ouvir as pessoas, sem pressa, agia com disponibilidade e procurava fazer tudo bem feito, com espírito de serva.

Irmã Albani Palma viveu 76 anos, sendo 58 anos dedicados ao serviço de Jesus Cristo na pessoa dos pobres. Faleceu no dia 27 de setembro 2017, Festa de São Vicente de Paulo e ano em que celebramos os 400 anos do nascimento do Carisma Vicentino.

Que Irmã Albani descanse em paz e interceda junto a Deus pela Companhia, pelos pobres, pelos seus familiares e pelas vocações. Amém.

Você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.