Audiência Pública Nacional da Erva-Mate é realizada em Erechim

58

Visando a construção de uma política nacional permanente, bem como a organização do setor ervateiro, a Audiência Pública Nacional de Erva-Mate reuniu representantes da cadeia produtiva em Erechim, nesta sexta-feira (24/11), além de prefeitos, lideranças regionais, técnicos da Emater/RS-Ascar, entre outros. O evento ocorreu na sede do Sindicato Rural.

Na audiência foi debatido o projeto de lei 4137/2015 que institui a Politica Nacional da Erva-Mate, bem como levantadas propostas que ainda possam ser inseridas ao projeto que tramita no Senado Federal. O projeto tem entre seus objetivos fomentar a produção sustentável, elevar o padrão de qualidade, apoiar e incentivar o comércio da erva-mate do Brasil. Também visa a sustentabilidade ambiental, econômica e social da cadeia produtiva, elevar o padrão de qualidade e segurança do produto, a pesquisa e o desenvolvimento cultural, ambiental, de solos e de climas do país para a produção da cultura.

De acordo com o deputado autor do projeto, Afonso Hamm, a erva-mate é alternativa de renda para cerca de 180 mil produtores familiares, distribuídos em 486 municípios e gera cerca de 700 mil empregos, envolvendo mais de 700 empresas beneficiadoras.

Participaram ainda da abertura, o o presidente da Associação dos Municípios do Alto Uruguai, Carlos Alberto Bordin, o gerente regional do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Erechim, Gilberto Tonello, diretor do Instituto Brasileiro da Erva-Mate (Ibramate), Roberto Ferron, presidente do Sindimate, Sergio Picolo, o coordenador regional da Agricultura, José Mantovani, representando o secretário estadual da Agricultura, Ernani Polo, presidente do Sindicato Rural, João Picoli.
 

 

Você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.