Ex-alunos do Barão comemoram primeira aprovação em Medicina

170

Por vários anos Eduardo Fabian Rigo, Gabriele Sarnoski e Laura Sita dividiram a mesma sala de aula no Instituto Anglicano Barão do Rio Branco (IABRB). Mas, foi especialmente a partir do Ensino Médio, que os três passaram a compartilhar também o mesmo sonho: ajudar a salvar vidas. A formatura do Ensino Médio, no final de 2016, significou a intensificação dos estudos, “me matriculei no cursinho e me coloquei algumas metas, no começo foi difícil, mas depois peguei a rotina dos estudos”, conta Laura. “As minhas maiores dificuldades foram vencer o cansaço e a pressão, pois fazia cursinho em Passo Fundo e voltava para Erechim todos os dias e sem dúvida essa rotina era muito cansativa”, complementa Gabriele.

A rotina árdua de estudos já é compensada um ano depois, momento em que os estudantes começaram a encontrar seus nomes nas listas de aprovados em vestibulares para Medicina. “A notícia da aprovação é ótima, você sente que um peso enorme sai das suas costas e que você finalmente está ingressando na faculdade para futuramente ajudar a salvar vidas”, sintetiza Eduardo, aprovado na Faculdade São Leopoldo Mandic, em Campinas/SP.

Eduardo, já decidido a iniciar a faculdade em 2018, pontua que o mais difícil até a aprovação foi acertar os detalhes da redação, “estudei no Barão desde o início de minha vida escolar, a escola com certeza teve papel nessa aprovação, afinal, os professores nos passaram uma boa base de conteúdos, tanto que o modo como me preparei foi revisando as matérias dadas em aula”. A base de estudos proporcionada pela escola também é destacada por Laura e Gabriele. “Estudei no Barão desde o Ensino Fundamental e sem dúvidas a escola teve papel fundamental no processo porque a base que tivemos no Barão ajudou muito no cursinho”, enfatiza Gabriele, aprovada na Unidavi, em Rio do Sul/SC.

Para Laura, a aprovação na Unisul de Pedra Branca/SC é apenas o começo, “não vou cursar porque quero ser aprovada em uma Federal, mas, mesmo assim, quando eu vi meu nome no listão comecei a chorar e abraçar todo mundo, nem acreditava que tinha passado”.

 

Você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com