Ypiranga inicia oficialmente os trabalhos para 2018

116

No Ypiranga, o ano de 2018 começou na última terça-feira, 17, com a apresentação do novo departamento de futebol e do gerente de futebol, Renan Mobarack. As primeiras ações da nova direção do Canarinho têm sido coerentes com os primeiros discursos do presidente Adilson Stankiewicz.

Conheço e acompanho o trabalho de Mobarack desde 2014 quando ele veio ao Colosso da Lagoa com a missão de recolocar o Ypiranga na elite do futebol gaúcho. Mesmo tendo sido o responsável pela montagem do grupo de jogadores na época, deixou o clube dois dias antes da estreia contra o Santa Cruz, no estádio dos Plátanos, em Santa Cruz do Sul. Apesar dos méritos terem sido absorvidos pelo treinador Leocir Dall’Astra e o então presidente Osvaldino Fuzzinato, Mobarack foi a cabeça pensante do projeto que deu frutos por mais dois anos.

Não tinha nome melhor para assumir o comando de futebol do clube. Na entrevista de apresentação, o novo gerente de futebol reiterou que a margem de erro nas contratações precisam estar próximas a zero, afinal, as condições financeiras do clube não são boas e um clube como o Ypiranga, quando cai, precisa voltar no ano seguinte, caso contrário as dificuldades aumentam para retornar a eleite do futebol gaúcho. O perfil do novo treinador foi deixado claro por Mobarack na entrevista coletiva: “Não faremos aposta!”. Até o momento surgiram pelo menos seis nomes para assumir o comando técnico Canarinho, mas, segundo minha percepção, Benhur Pereira é o mais próximo do consenso no departamento de futebol e tem aprovação do presidente e do gerente de futebol.

Se Benhur Pereira for anunciado como novo treinador do Ypiranga, mais um ponto positivo para a atual direção. Pereira é experiente, conhece muito bem a Divisão de Acesso, onde já recolocou dois time na primeira divisão. A partir do momento que for anunciado o nome do novo treinador, começa a busca por jogadores, que já tem um perfil traçado por Mobarack e o departamento de futebol. O que me deixa mais otimista neste início de trabalho da nova direção, é o planejamento das ações. Nada está sendo na base do achismo, como acontecia até pouco tempo. Em qualquer coisa que vamos fazer na vida precisamos planejar e, no futebol não é diferente.

O trabalho que está  iniciando agora pode não dar resultados dentro de campo, afinal, o futebol não é uma ciência exata. No entanto, quando existem pessoas que entendem do assunto e tem planejamento, as possibilidades de acertos são grandes e os erros são minimizados. O próximo nome que poderá ser anunciado pela direção é o de Ale Andreis, que retornaria para assumir a preparação física no clube. Alguns deverão estar se perguntando: “Mas a saída de Renan em 2014 não foi em função de uma briga com Andreis?” Sim, foi, mas aquele fato já está superado. Algumas questões internas  e “jurídicas” ainda estariam sendo resolvidas e caso este imbróglio entre o preparador físico e o clube seja resolvido,  Andreis deve ser anunciado como o novo preparador físico do Ypiranga.

 

Por Fabio Lazzarotto

Você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.