Otimismo após a primeira partida das quartas de final da Liga Nacional de Futsal

76

O primeiro jogo entre Atlântico e Joinville pelas quartas de final da Liga Nacional de Futsal terminou empatado (1 a 1), mas deixou jogadores, comissão técnica e torcedores com o sentimento de que é possível voltar de Santa Catarina classificado para a semifinal. É inegável a qualidade do time do JEC, porém, não é nenhum bicho papão. Acredito que nenhuma das equipes jogou tudo aquilo que pode, mas fiquei otimista quanto as possibilidades de classificação do verde-rubro.

A chegada do técnico Giba deu um novo ânimo ao grupo de jogadores do Atlântico, mas o time ainda mantém muito presente a filosofia de trabalho do treinador Sérgio Lacerda. Giba está tentando mudar isso, mas não é uma missão fácil, afinal, foram oito meses do trabalho de Lacerda. A entrevista coletiva de Giba depois da partida contra o JEC foi clara, ele quer dar mais intensidade ao grupo e fazer com que a bola e os jogadores rodem em quadra.

Os erros de passes no início das jogadas é uma amostra da tentativa de Giba em querer mudar. A forma do Atlântico jogar se resumia as jogadas individuais e as triangulações de Keké e Café, mas o novo comandante técnico está tentando fazer com que a bola passe de pé em pé até chegar ao gol. O lance do gol de empate contra o Joinville marcado por Murilo, mostrou a intenção do técnico.

 

Opostos

É impressionante a frieza do goleiro do Atlântico, Djony, durante as partidas do Galo. O perfil tranquilo e frio tem dado segurança ao time em jogos decisivos como foi contra o Joinville no último final de semana. Se por um lado o arqueiro é um gelo de tão frio, o capitão Keké é o oposto do seu companheiro de equipe. Além de liderar o grupo de jogadores, Keké também é responsável por comandar o torcedor nas arquibancadas e meter o dedo na cara do adversário quando necessário.

 

Liga Gaúcha

Neste sábado, 21, às 19h, Atlântico e Sobradinho se enfrentam pelo jogo da volta das quartas de final da Liga Gaúcha de Futsal, no Caldeirão do Galo, em Erechim. No primeiro confronto o Galo venceu o time comandado pelo treinador Cigano por 4 a 1. Sem menosprezar o adversário, mas até os jogadores do Sobradinho sabem que vem para a Capital da Amizade para cumprir tabela. O Galo, time de melhor campanha no estadual, não vai deixar escapar a classificação diante do seu torcedor. A única zebra até então, nos quatro jogos realizado pela Liga Gaúcha, foi a derrota da ACBF para o Guarany de Espumoso por 4 a 3.

 

Por Fabio Lazzarotto

Você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.