Coletivo de Mulheres do SUTRAF-AU promove ações no Outubro Rosa

49

O Coletivo de Mulheres do Sindicato Unificado dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do Alto Uruguai (SUTRAF-AU) promoveu ações no Outubro Rosa. As atividades ocorreram em pelo menos 22 municípios do Alto Uruguai nos dias 10 e 11 de outubro, mês de conscientização da prevenção ao câncer de mama.

Foram realizadas diversas ações como blitz para distribuição de informativos sobre a doença, reuniões e palestras para discutir o tema. De acordo com a representante da coordenação do Coletivo de Mulheres, Juraci Zambon, em cada uma das cidades foram realizas atividades em parceira com as secretarias de saúde e entidades que contribuíram realizando exames para avaliar a pressão arterial. Apoio de alguns com salões de beleza, também contribuíram para o embelezamento das participantes, destacando a importância da valorização da mulher e do cuidado com a saúde. “As ações são importantes para chamar atenção da população sobre a importância de prevenção, da realização do autoexame para detectar a doença o quanto antes”, destacou Juraci.

Segundo estimativa do Instituto Nacional do Câncer (Inca), no Brasil, as mulheres devem enfrentar neste ano, 57.960 casos novos de câncer de mama. Este tipo de câncer é o mais comum entre as mulheres no mundo e o segundo no país, respondendo por cerca de 28% dos casos novos a cada ano. Em 2015, 15.403 mulheres morreram por conta do câncer de mama no Brasil.

Atenção aos sintomas do câncer de mama

Mudança de tamanho ou formato da mama

Saída de líquido pelo mamilo de origem desconhecida

Vermelhidão, ardor, ou coceira na pele ou ao redor do mamilo

Pequena ferida na pele

Afundamento ou retração de uma parte da mama

Nódulo ou pequeno caroço interno palpável na mama ou na região da axila

Veia facilmente observada ou crescente

Mudança na textura da pele

Inversão ou mudança de posição ou formato do mamilo

Dor constante na região das mamas ou das axilas

Autoexame

Pode ser realizado no banho ou no momento da troca de roupa. Ao sentir desconforto ao realizar o autoexame, a mulher deve buscar um serviço de saúde para investigação. Mulheres entre os 50 e 69 anos devem fazer a mamografia a cada dois anos.

Você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.