Master Sonda Shopping é desinterditado, mas água que era usada preocupa, diz promotora

2.029

O Master Sonda Shopping, na Avenida Sete de Setembro, foi desinterditado no final da manhã desta sexta-feira, 10 de novembro, em Erechim. O complexo havia sido interditado no começo da noite de quinta-feira (09) devido a estar usando água de um poço artesiano e não a tratada pela Corsan. Hoje pela manhã a estatal concluiu os trabalhos para a distribuição hidráulica e os estabelecimentos puderam ser reabertos.

Para a promotora de Justiça, Karina Denicol, a situação encontrada até agora, em relação à água “é bastante grave”.

“Foi feita averiguação ontem pela manhã e se constatou que de fato era utilizada água de poço. Como há uma proibição da Legislação nesse sentido, de utilizar água de poço quando há água da Corsan, foi feita a interdição. Na hora já foi feita uma coleta e averiguação e se chegou à conclusão de que havia quantidades irrisórias de cloro na água. A Legislação exige que a quantidade seja de 0,20 e tinha em torno de 0,03, 0,02. Isso é considerado água não potável. Era essa água que estava sendo utilizada para fazer alimentos, sucos e eventualmente misturar com refrigerantes”.

As amostras coletadas foram enviadas para exames e nesta manhã saiu o resultado para a quantidade de flúor. “Hoje pela manhã foi feita uma averiguação à respeito do flúor contido nessa água, e se constatou que esse flúor está o dobro daquele que é permitido e que é adequado para a saúde da população, e isso pode dar uma série de conseqüências, principalmente para as crianças, intoxicações gástricas, problemas na dentição das crianças e até osteoporose”.

A promotora encerrou a entrevista dizendo que o resultado do exame bacteriológico ainda não ficou pronto. “Ele vai vir ao longo do dia e será divulgado, mas a situação até agora é bastante grave”.

Você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.