Mensagem de Fátima, inspiração para a renovação das famílias na novena da Romaria

87

Pe. André Lopes, Pároco da Paróquia N. Sra. da Salette, Três Vendas, Erechim, presidiu a procissão e a missa, concelebrada pelo Pe. Gladir Giacomel, Vigário Paroquial daquela Paróquia. Na animação da celebração, equipe da mesma Paróquia e no canto, Pe. José Carlos Sala e Pe. Olírio com instrumentistas e grupo da Romaria.

Iniciando a homilia, Pe. André referiu-se à leitura da missa que apresentava Josué desafiando o povo a decidir a quem queria servir, aos falsos deuses ou ao Deus vivo e libertador, adiantando que ele e sua família serviriam o Deus da Aliança. Mencionou o evangelho da celebração que relatou a ida da Sagrada Família ao Templo de Jerusalém, quando Menino Jesus tinha 12 anos, que lá ficou sem os pais se darem conta. Ao retornarem a ele, o Menino lhes disse que devia ocupar-se das coisas do Pai e voltou com eles para casa. Maria guardava tudo no coração. Os pais de hoje e de sempre também guardam em silêncio no coração a vida dos filhos. Depois, Pe. André referiu-se a deficiências em relação às famílias, a crises pelas quais passam, especialmente pela falta de diálogo e de entendimento. Recomendou as três palavras indicadas pelo Papa Francisco para o dia a dia no lar: Obrigado, com licença e desculpe. Pediu também que não se olhe só para as dificuldades encontradas, mas também para as maravilhas vividas no aconchego do lar, no qual os pais, numa tarefa artesanal, segundo o Papa, são os primeiros mestres da fé. Desejou que todos pudessem retornar da romaria mais dóceis e mais amáveis em suas famílias.

Você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.