HC entrega à comunidade o novo serviço de Medicina Fetal e a nova Maternidade  

443

O Hospital de Caridade de Erechim entregou oficialmente à comunidade o novo Serviço de Medicina Fetal, com o recém-adquirido equipamento de ultrassonografia 4D, e a nova Maternidade totalmente reformulada, moderna, pensada para o atendimento seguro e confortável das gestantes, recém-nascidos e familiares. A solenidade de apresentação destes dois serviços foi realizada na noite da última quinta-feira, dia 30 novembro, no Centro Clínico HC, seguida de visitação aos dois novos ambientes. O evento contou com a presença de diversas autoridades; equipes de trabalho da Maternidade, Centro de Diagnóstico e UTI Neonatal; médicos obstetras e pediatras; imprensa e convidados.

Em  sua manifestação, o Superintendente Geral do HC, Claudiomiro Carus, falou da alegria e orgulho de receber os convidados para, juntos, comemorar a inauguração destes dois importantes serviços: a  Medicina Fetal, mais especificamente o equipamento de Ultrassonografia 3D e 4 D da GE, modelo Voluson, que já se encontra em atividade no Centro de Diagnóstico por Imagem do  Hospital, e a reforma, ampliação, adequação e modernização da área Materno Infantil, que compreende o Centro de Parto Natural  e as demais estruturas de apoio, administrativas e de internações da Maternidade.

Segundo Claudiomiro, esses investimentos, somados a outros – destinados ao Centro Cirúrgico, para a realização de partos cesáreos, na UTI Neonatal, para o atendimento dos bebês prematuros, além de um programa de atualização de toda a equipe profissional –, colocam o HC numa posição de destaque regional na área Materno Infantil. “Continuamos determinados em nosso propósito institucional de oferecer uma medicina de qualidade, visando ao bem-estar e à saúde de toda a comunidade de Erechim e da nossa região Alto Uruguai”.

 

DESAFIOS SÃO TRANSPORTOS A CADA MOMENTO

Ao se pronunciar, o diretor-presidente do HC, Claudio Galli, destacou os desafios econômicos, sociais e políticos da atualidade. Porém, segundo ele, “quanto mais difícil é o nosso contexto, mais motivos temos para trabalhar em prol de nossos objetivos. Ele enalteceu que, perto de completar seus 84 anos, o Hospital de Caridade deve prosseguir de forma equilibrada e comprometida, na busca da manutenção do seu propósito institucional, que é o de oferecer soluções de saúde a serviço da vida.

Galli falou sobre os benefícios da Medicina Fetal para a promoção da saúde materno-fetal e destacou a aquisição do novo aparelho de ultrassonografia que está sendo entregue. Reforçou que a partir de então surge um novo conceito em maternidade, voltado a prestar atendimento diferenciado para gestantes, recém-nascidos e familiares, em um ambiente planejado para essa finalidade.

De acordo com o diretor-presidente, seguindo o planejamento estratégico do HC, diversos novos investimentos na área assistencial estão sendo feitos para garantir a qualidade e segurança no atendimento, tanto para a equipe profissional, mas, principalmente, para o paciente. Dentre as novas obras de melhorias e ampliações concluídas e as que estão projetadas para ser iniciadas nos curto e médio prazos, Galli citou a conclusão do novo Laboratório de Análises Clínicas, reforma e ampliação do Centro Cirúrgico, reforma e ampliação da UTI com tecnologia avançada, construção de um novo restaurante, além da aquisição de novos equipamentos, conforme a necessidade.

 

OBJETIVO É A HUMANIZAÇÃO NO MOMENTO DO NASCIMENTO

O médico Diretor Técnico do HC, Dr. Sérgio Bigolin, destacou que a saúde é uma área inserida num contexto de inovações e mudanças constantes, e que a cada descoberta da ciência deve se redirecionar para manter-se atualizada. “O Hospital de Caridade, nos últimos 25 anos, passou de um hospital de referência regional no atendimento do SUS para um hospital referência regional no atendimento comunitário”, frisou. Segundo ele, dentro das necessidades de mudança, o HC promoveu alterações na estrutura física da Maternidade, procurando adequar tanto os leitos de internação quanto a estrutura do Centro de Parto Normal e do Centro Cirúrgico, tendo como objetivo principal manter a humanização no momento do nascimento.

Bigolin também enalteceu a parceria do HC com a Clínica Kozma para oferecer mais uma oportunidade de investigação diagnóstica pré-fetal: “o serviço de Medicina Fetal que se inicia neste hospital é apenas o começo, pois já estamos providenciando novos métodos de diagnósticos paralelos, além da imagem para este fim”.

Já o médico Diretor Clínico, Dr. Aldo Paza Júnior, falou sobre os benefícios do novo equipamento para o diagnóstico fetal, suas características e o avanço que representa esse serviço para toda a região. Segundo ele, atualmente os mais modernos aparelhos de ultrassonografia permitem que seja possível avaliar o feto de forma não-invasiva. Isso reduz de forma significativa os riscos para a mãe e para a criança, por meio do diagnóstico precoce, ainda durante a gestação. Nesse contexto, a Medicina Fetal aparece como fator determinante para prevenir problemas e garantir a qualidade de vida.

Em seguida aos pronunciamentos, foram realizados os cortes das fitas marcando as inaugurações e feita a benção das instalações pelo Bispo Dom José Gislon. Logo após, os convidados se dividiram em grupos para as visitas aos novos ambientes. O evento encerrou com uma confraternização.

Você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.