Novena de Fátima contempla Maria como modelo da Igreja em sua missão

177

Pe. Dirceu Balestrin, Pároco da Paróquia São Tiago de Aratiba e Diretor da Rádio Aratiba, acompanhado pelo Pe. Alvise Follador, da Catedral e que foi Pároco em Aratiba, e pelo Diácono Almeri Bornelli, da Paróquia São Pedro, presidiu o terço e a missa das 14h, no sexto dia da novena de Fátima, nesta quarta-feira, com equipe de animação litúrgica e expressivo número de paroquianos. Como ele próprio registrou, o município completa neste dia 62 anos de emancipação. Por sua vez, a Paróquia de Aratiba completou 66 anos em agosto e a novena em andamento é em preparação da 66ª Romaria de Fátima. Fez referência também ao dia de São Francisco, chamando atenção para o espaço do Santuário todo revitalizado, oferecendo a todos um ambiente de espiritualidade, de paz e de contato com a natureza, como o Santo do dia sugere por seu amor às criaturas.

Este sexto dia da novena convida os romeiros a olhar para Maria como inspiração para a Igreja viver sua missão com rosto materno. A propósito, a leitura do dia apresenta a rainha Ester intercedendo junto ao rei pela vida do povo e não em benefício pessoal; o Evangelho relata o milagre de Jesus nas bodas de Caná transformando a água em vinho para a festa não acabar sem alegria.

À luz desses textos bíblicos, Pe. Balestrin ressaltou que a Igreja tem em Maria seu modelo para ser discípula fiel, sensível às necessidades das pessoas. Em Caná, Jesus realizou seu primeiro milagre, mesmo antes de sua hora, porque a Mãe intercedeu junto a ele em favor dos noivos, como fizera a rainha Ester pelo seu povo. Observou que o milagre aconteceu com a participação dos serventes que prepararam a água. Lembrou que o vinho era símbolo da imortalidade, da força de Deus que revigora o ser humano. A água sempre foi símbolo de vida. Transformando-a em vinho, Cristo sinaliza que Ele diviniza a humanidade, dá nova dimensão à nossa vida. Ele continua a reservar o vinho melhor para nossa salvação. Pe. Balestrin recordou também que romaria é tempo de conversão e crescimento na fé. Através das orações, da confissão, da Eucaristia, ela oferece aos fiéis oportunidade especial de fortalecimento da vida cristã. Desejou que a romaria do centenário das aparições de Fátima ajude a todos a viver o que Nossa Senhora, a rainha da paz, pediu através dos pastorinhos.

Presença especial de grupos de terceira idade, particularmente do Lar dos Velhinhos

A celebração teve a presença de 11 grupos de idosos: Conviver de Viadutos, Reviver de Ponte Preta, Recanto da Ternura de São Valentim, Melhor idade e Apostolado da Oração da Barra do Rio Azul, Conviver amizade de Cruzaltense, Bem Viver de Erval Grande, Sede Dourado de Aratiba e São Vicente de Paulo, Renovação do Bairro Santa Augusta, Viva Vida do Bairro Atlântico e Lar dos Idosos de Erechim. O grupo do Lar dos Idosos, conduzido carinhosamente por suas cuidadoras e cuidadores, acompanhados pelo Pe. Giovani Momo seu capelão, além de participar no Santuário, rezou em frente à imagem do monumento e visitou a tenda dos objetos religiosos.

Você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.